segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

A propósito do Grupo 5...

Com o actual campeonato em curso no GT Team Slot Clube, volto a publicar história de um modelo que teve tanto de belo como de insucesso, o não-famoso Toyota LB Turbo.


Dono de uma mecânica tão poderosa como o seu visual, acabou por cair nas brumas do esquecimento. Pelo menos até a Tamya e MRRC se lembrarem dele. A primeira na escala 1/24 e a segunda na escala 1/32. Escusado será dizer que ambos os casos estão na minha colecção nas duas versões.


Aqui fica o recapitular da história deste tão particular Celica:

O estranho caso do Toyota Celica LB Turbo....

Eis que logo no segundo capitulo me deparo com o primeiro mistério desta saga., muito por culpa do modelo reproduzido pela MRRC. De linhas agressivas onde com algum esforço se consegue ver um Celica de primeira geração, eis que me deparo com um modelo cujo o aspecto está radicalmente preparado para a velocidade. Afinal de onde aparareceu este LB Turbo Grupo 5?

Ao que fui encontrando na net (e não é muito) o Lb Turbo nasceu do preparador alemão Schnitzer em 1977. Foram então fabricados 2 modelos pela oficina alemã. A sua intenção era dotar um Celica ST de uma preparação para competir no D.R.M. (Deutsche Rennsport Meisterschaft - Campeonato Alemão de Velocidade) contra os todo-poderosos Porsche 935.




Para competir na Divisão 1, reservada a modelos de Grupo 5, o Celica sofreram enormes alterações nas suas carroçaria feitas à base de fibra de vidro. Do modelo original só sobrou o capot, as portas e o painel traseiro.



A Scnitzer dotou este modelo de um motor Toyota 18R-G com uma cabeça de 16 valvulas especialmente preparada, uma injecção Kugelfischer e um Turbo da KKK. Ao todo "sobraram" 560 cavalos (!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!).


Reza a história que um dos modelos correu as épocas de 1977 e 1978 do DRM sem grande sucesso, enquanto que o segundo modelo serviria de carro de testes/apoio. Chegava a ser cerca de 25s mais lento que os 935, conseguiu uma vitória mas numa corrida não pontuável, e os problemas de fiabilidade eram uma constante. Nunca misturem componentes europeus num carro japonês...

Em 1979 a TOM comprou um dos modelos da Schnitzer e levou-o para correr no Campeonato Japonês de Silhuetas. Passou em 1982 para as mãos da TRUST onde correu o Campeonato Japonês de Endurance e também onde se lhe perdeu o rasto até 2000. No ano de 2000 foi descoberto numa sucata em muito mau estado ainda com as cores da TRUST.

E assim acaba a história de um guerreiro com tanta história... se me souberem dizer como posso ir busca-lo, eu vou. WANTED
Ao que parece um dos modelos ficou-se pela Alemanha tendo sido encontrado na "Autohaus Engel a Wunsiedel / Bayern" - Distribuidor Toyota que tem uma oficina de restauro. Bora lá fazer uma "vaquinha"?


O LB Turbo foi imortalizado pela Tamya (patrocinadora oficial da equipa de silhuetas onde correu o LB, a TOM) com um kit estático 1/24 e um telecomandado escala 1/10. Também a MRRC imortalizou as duas decorações fotografadas do carro à escala 1/32., supostamente referentes ao modelo DRM.

Na decoração oficial Schnitzer, o n.º 6. Quem o conduziu? Quando?
Linhas agressivas e muito precisas em relação à escala real, motor mabuchi a debitar cerca de 23.000 rpm antes que consiga repetir o número em voz alta, transmissão sidewinder, pormenores deliciosos como as jantes. Porque não ver como corre na pista? 1- Não é barato, 2 - O senhor que os fez infelizmente já faleceu
 (questões dinâmicas para quê?)
A Cric Crac produziu ainda uma série limitada deste Grupo 5 com a decoração "GSR" (Guia Slot Racing). O exemplar da foto encontra-se na colecção pessoal de um famoso coleccionador de Braga...

Aqui ficam mais algumas imagens dos modelos que corriam no Campeoanto Japonês de Silhuetas


No caso particular do LB Turbo deixo a página em aberto. Que modelo era este? Qual o seu passado? Já não existirá mais nenhum? O que se passou? Deixo o repto aos Toyotistas como eu ou historiadores em geral para darem uma ajuda a preencher os vazios.
Agradece-se qualquer ajuda na tradução das páginas acima dispostas, alemão não é a minha praia de todo...